domingo, 18 de janeiro de 2015

A execução do brasileiro Marco Archer, condenado à morte por tráfico de drogas na Indonésia, reascendeu a discussão sobre a pena de morte no Brasil. Para muitas organizações de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional, a pena de morte caracteriza-se como um "retrocesso, desumano e degradante, que viola o direito à vida".

A Anistia Internacional (agora apoiada pelo Espaço Potencial) realiza diversas campanhas em defesa dos direitos humanos em todo o mundo, e você pode fazer parte dela, tanto por meio de doações, como também como voluntário(a).

Acesse www.anistia.org.br. Sua consternação pode ser transformada em uma importante ação no combate à violência e à violação do direito à vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário