segunda-feira, 28 de março de 2011

Aos amigos, a Amizade

Eis aqui um conceito que quero problematizar, e vou tentar fazer isso da maneira mais simples possível, uma vez que tenho alto grau de comprometimento com a clareza de transmitir minhas idéias neste Espaço Potencial.

Andei pensando sobre a noção de amizade. É uma noção que envolve amor diferente, envolvimento diferente, intimidade diferente. É um relacionamento diferente daquele que temos quando nos apaixonamos por alguém.

Experimente se perguntar o que significa amizade para você? Companheirismo? Afinidade? Cumplicidade? Se você respondeu sim a estas características, eu concordo com você meu amigo.

Existem aqueles que têm outras idéias acerca do que é amizade: é um envolvimento que pode vir a ser sexual, um relacionamento potencialmente apaixonado, do ponto de vista erótico. Ou mesmo uma relação que só é de amizade porque outros fins não foram possíveis.

É neste ponto que eu gostaria de chegar, porque o que eu pensei sobre amizade e o que eu ouço falar sobre ela geralmente se divide em duas linhas de pensamentos: amizade como produto de uma transformação da libido, portanto uma espécie de amor inibido, e amizade como produto da própria libido, uma espécie de amor concretizado em si.

Se perguntássemos a Freud (idealizador do método psicanalítico) ele concordaria com a primeira noção descrita acima: as amizades significam aquilo que restou de um investimento sexual negado: não tenho como possuir sexualmente aquele objeto, então possuirei tenramente aquele objeto. Assim mantenho um amor, menor, mitigado, mas existente.

Tenho certa incapacidade de conceber a noção de amizade desta maneira, sobretudo porque me dá a impressão de que, se estiver correta, significaria então que todos os amigos que temos a nossa volta seriam inconscientemente frustrados sexualmente conosco.

Chega a ser engraçado! Não entendo a amizade com uma finalidade insatisfeita, mas algo que se satisfaz por si mesma, sem excluir uma atração sensual, que também faz parte de relacionamentos amistosos e não necessariamente sexuais.

Envolve companheirismo, afinidade, cumplicidade, mas tem o diferencial da liberdade, que possibilita sensações de prazer intensas e não diminuídas.

Isso é amizade para mim, o resto é, definitivamente, outra coisa.

4 comentários:

  1. Tive alto grau de comprometimento com a clareza de transmitir tais idéias também porque anseio verdadeiramente ser compreendido.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc, que amizade refere-se a um companheirismo, afinidade e cumplicidade. Por isso, a amizade que considera verdadeira e real, parte daquilo que você é, daquilo que são as suas relações parentais e principalmente, do que você busca no outro, mas que está em você.

    Quando terminei de ler seu post, lembrei dessa musica:
    Meus bons amigos - Barão Vermelho:

    Meus bons amigos, onde estão?
    Notícias de todos quero saber
    Cada um fez sua vida
    De forma diferente
    Às vezes me pergunto
    Malditos ou inocentes?

    Nossos sonhos, realidades
    Todas as vertigens, crueldades
    Sobre nossos ombros
    Aprendemos a carregar
    Toda a vontade que faz vingar
    No bem que fez prá mim
    Assim, assim
    Me fez feliz, assim...

    O amor sem fim
    Não esconde o medo
    De ser completo
    E imperfeito...

    ✾A amizade segundo Aristóteles..
    seria uma virtude extremamente necessária à vida...
    Mesmo que possuamos diversos bens, riqueza, saúde, poder..
    ainda assim, não será suficiente para nossa realização plena..
    pois nos falta a essencial e indispensável amizade...
    A amizade segundo Sócrates..
    Sócrates defendia que a amizade só acontecia entre pessoas ...
    de bem não ocorrendo entre pessoas más e incapazes de amar o outro....
    A amizade segundo Platão...
    é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro...
    A amizade segundo Freud...
    a amizade serve como a possibilidade de diferenciação..
    que ela oferece a si e ao outro...

    e isso, bjs Telma

    ResponderExcluir
  3. what do u want me to say? I always let you know about everything. nothing was never left unsaid. Take care.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom Telma, amizade é um conceito rico e cheio de significados e aqui neste texto tentei fazer uma espécie de decantação deste conceito em detrimento às satisfações sexuais (por ato sexual mesmo). Para mim são coisas bastante diferentes.
    Lucci, quis dizer que a amizade não é resultado de frustração, é resultado de satisfação.

    ResponderExcluir